Formação Método das Boquinhas

Os professores e equipe técnica da Apae Lajeado estão participando da Formação do Método das Boquinhas que tem como metodologia de alfabetização, o método fonovisuoarticulatório com abordagem multissensorial, indicada para crianças com dificuldade de aprendizagem, de inclusão, assim como para o ensino regular. A instrutora Patricia Hoffmeister é Fonoaudióloga e Psicopedagoga, Mestre em Neurociências pela PUCRS e Assessora Científica e Multiplicadora do Método das Boquinhas no Estado, também integrante da Equipe de Avaliação de Crianças em Risco de Transtornos de Aprendizagem - Projeto ACERTA - InsCer/PUCRS. Segundo ela, a metodologia favorece o processo de aprendizagem da leitura e escrita a partir de informações multissensoriais. "Em linhas gerais, a proposta da metodologia é fazer com que a criança compreenda a relação entre letras e sons a partir de pista completa que é a consciência fonoarticulatória, quando a criança percebe o movimento que a boca produz ao pronunciar som das letras e temos a língua que alfabetiza, onde letras apresentam sons da fala", diz.


Conforme Patricia, este é o pré-requisito para o processo de alfabetização ter consciência fonológica em uma metodologia que propõe com consciência fonoarticulatória, favorecendo este processo. A formação é indicada para todos os profissionais que trabalham com processo de alfabetização e reabilitação de alguma forma, sejam professores, pedagogos, monitores, fonoaudiólogos, psicólogos ou até educadores físicos.


O Método


O Método das Boquinhas da Dra. Renata Jardini foi desenvolvido inicialmente para reabilitar os distúrbios da leitura e escrita, e, atualmente é usado em salas de aula regulares, além de consultórios, escolas especializadas e APAEs de todo território nacional.


É um método fonovisuoarticulatório, e em sua proposta utiliza-se além das estratégias fônicas (fonema/som) e visuais (grafema/letra), as articulatórias (articulema/Boquinhas). Seu desenvolvimento foi alicerçado na Fonoaudiologia, em parceria com a Pedagogia, que o sustenta, sendo indicado para alfabetizar quaisquer crianças e mediar/reabilitar as dificuldades da leitura e escrita.


O Método das Boquinhas é de fácil aplicabilidade e compreensão e tem sido utilizado em salas de aula com todas as crianças (alunos comuns e outros com trocas de letras). Ele traz grande e positivo impacto sobre os resultados na aprendizagem e na autoestima do professor e do aluno, desde as séries iniciais até o grupo da EJA. Resultado semelhante tem sido observado na terapêutica clínica.




Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo