APAE oferece oficinas de reeducação alimentar para famílias

Pensando na saúde e no bem-estar das famílias, a assistente social Manuela da Costa, a psicóloga Evelize de Oliveira e a nutricionista Cândida Tedeschi da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Lajeado (APAE) estão trabalhando semanalmente na APAE com o Grupo de Mães Saber Viver a oficina de “Reeducação Alimentar das Famílias: visando a qualidade de vida”. Essa semana, no encontro, as mães se pesaram e mediram, descobriram a classificação do Índice de Massa Corporal (IMC) e a circunferência abdominal.


A psicóloga Evelize destaca que as oficinas para as famílias, foram planejadas para o cuidador e a partir da ideia inseriram a nutrição para que pensem mais em si mesmas, se cuidem e resgatem a autoestima. “Estamos acessando elas, mas ao mesmo tempo inserindo os novos hábitos na rede familiar. É rico possibilitar para elas esse olhar, estamos tendo devolutivas muito positivas, que estão cuidando mais de si mesmas”, diz.


Conforme a nutricionista Cândida, esse é o momento de esclarecer as dúvidas. No primeiro encontro falaram sobre os hábitos familiares e a importância de ter um momento exclusivo para as refeições. “O propósito é poder orientar e reeducar, provocando as mães a pensarem sobre como está sendo o hábito alimentar na família, como se relacionam com a comida, diversificando temas e desconstruindo mitos associados a alimentação”, conta.


A nutricionista também tem conversado sobre as dietas e que é preciso reeducar e construir novos hábitos sem abrir mão dos gostos particulares de cada um. Em algumas oficinas serão produzidas receitas saudáveis. Além de trabalharem em uma equipe multidisciplinar com a nutricionista, psicóloga e assistente social, querem inserir mais profissionais e atividades para auxiliar nas mais variadas áreas da saúde.


Evelize salienta que está acompanhando o comportamento alimentar das mães. A profissional está trazendo a provocação nos encontros. “Quero que reflitam o que as leva a comer mais. Se é algo por necessidade ou emocional”. As oficinas ocorrem até o fim do ano.


Posts Em Destaque
Posts Recentes